Fool’s Moon

Por Sara

fool moon.jpg

Lunático (adjectivo): Influenciado pela lua; aluado. Excêntrico; diz-se de quem tende a divagar ou vive no mundo da lua. [Por Extensão] Maluco; que se comporta de modo ilógico, sem racionalidade.

Porque é que ficamos lunáticos durante a Lua Cheia? Se calhar nunca paraste para reparar na influência que a lua tem naquilo que se passa na tua vida e à tua volta. Mas se é verdade que a lua rege as marés e tantos outros ciclos naturais, e sendo nós constituídos maioritariamente por água, e parte da natureza, também nós somos afectados pelos vai-e-vens deste majestoso astro. Já ouvi dizer muitas vezes que na altura da lua cheia acorrem mais pessoas aos hospitais, animais aos veterinários, existe um maior aumento da criminalidade violenta e de acidentes. Mas porque será isso?

 

Os efeitos físicos da lua cheia

 

Durante a lua cheia o corpo está mais propenso a absorver todas as substâncias que ingere, seja através da alimentação, medicamentos, cremes, etc, por isso é de evitar tudo o que seja tóxico, nomeadamente a administração de vacinas e, inclusivamente, há quem diga que se devem evitar as cirurgias nesses dias por maior risco de sangramento. Por outro lado, é uma excelente ocasião para nutrir o corpo e a pele, que conseguem absorver todas as propriedades ao máximo, nomeadamente de suplementos e vitaminas.

Há uma maior propensão para engordar e fazer retenção de líquidos, pelo que pode ser benéfico jejuar nesse dia, ou pelo menos, ter uma alimentação mais cuidada. Deixemos os pecados alimentares para a fase da lua nova, quando o corpo está em processo de desintoxicação e tem maior facilidade em livrar-se do que nos faz mal! Também é nessa fase que é mais apropriado limpar e destralhar a casa.

 

Os efeitos emocionais da lua cheia

 

A lua é um satétite da Terra que, por si só, não tem luz e apenas reflecte a luz do sol. Quando atinge o seu pico, na fase da lua cheia, uma imensa luminosidade incide sobre nós tanto física como emocionalmente – tudo é trazido ao de cima e também as nossas sombras passam a ser reflectidas, reveladas. As emoções ficam à flôr da pele, o sono fica conturbado e menos profundo, muitas vezes com insónias ou pesadelos.

Se a lua nova é um tempo de maior recolhimento e de definir intenções para o novo ciclo, a lua cheia é a altura para ver frutificar a semente que foi plantada lá atrás ou, pelo contrário, de nos desapegarmos do que não correu como esperado. Aceitar, deixar ir, fazendo o devido luto, permitindo a expressão das emoções e pensamentos através da escrita, da meditação ou de outro ritual criativo, tomando consciência de que a seguir virá um novo ciclo e, com ele, a possibilidade de nos renovarmos e começarmos do início.

 

No feminino

 

Para as mulheres, que têm uma relação mais próxima com este astro, a influência é ainda mais forte: se o ciclo menstrual estiver alinhado com o ciclo lunar, no chamado “white moon cycle“, a maioria das mulheres irá ovular durante a lua cheia o que as tornará mais atrevidas (senhoras casadas, escondam os maridos!) Isto desde que não estejam a tomar a pílula anticoncepcional, que inibe quaisquer sinais naturais do corpo (podem ler mais sobre como sincronizar o ciclo menstrual e lunar aqui). Não há que ter vergonha, este é o nosso design natural – é desta mistura explosiva de sentimentos e sensações aguçadas e fertilidade em alta que nascem muitos bebés! A natureza é sábia e a explicação é lógica e remonta aos tempos ancestrais em que, não havendo luz artificial, era no auge da lua cheia que o céu se iluminava e permitia um melhor visão nocturna, proporcionado a ocasião indicada para o acasalamento.

 

Mito ou realidade?

 

Quando abordamos estes temas que a ciência ainda não consegue provar, um alto grau de cepticismo é esperado. Mas o poder da lua está em desenvolver o nosso lado intuitivo, para além do racional. Como em tudo, nada melhor do que experimentarmos por nós mesmos e tirarmos as próprias conclusões. Por isso, convido-vos a observarem as sensações físicas e sentimentos que vão tendo durante os próximos ciclos lunares e a tentarem estabelecer um padrão. A mera observação física da lua, ou pelo menos a tomada de consciência sobre a sua posição actual, trará uma maior sincronia com os ritmos da natureza. Esta é a minha experiência e a de tantas outras pessoas.

E a vocês, como vos afecta a lua?

 

elementary-school-teacher-be-like-it-was-a-full-mo

4b393e32e2f3b2f649d558e2665609b0---dispatcher-humo

5e580faf0003ae87c50ddd2fabdc7541.jpg

7c8d8a1a7ca3852a65b1bd4e450236b1.jpg

b00d90ceb5a8b5ec728225b990b54f35.jpg

bucket.png

full-moon.jpg

8c8a01690089b796ac7c2a36b2e13f0e.jpg

d11e652aa48ceed4aa571a740bb84292a8311a9c8b653d00b8

Comentários
  • Sara
    Responder

    Muito obrigada, pessoa anónima super simpática! Adoro receber o vosso feedback

Deixa um Comentário

Start typing and press Enter to search